Capela do Senhor do Padrão

A intervenção integral de conservação e restauro de uma pequena capela, aparentemente pobre em património artístico, proporcionou inúmeras e agradáveis surpresasEra um edifício sombrio, com talhas em tons de branco e negro, tal era a oxidação da folha metálica que as revestia, com tectos forrados a contraplacado nos mesmos tons, e paredes e cantarias pintadas de brancoUm edifício triste, que, depois de meses de trabalho das nossas equipas para remover enúmeras camadas de repintes, recuperou a vida e alegria de outros tempos, numa explosão de cores que inunda talhas e cantarias. Quanto aos tectos, depois de removidos os revestimentos em contraplacado, tratadas as pranchas de madeira que os constituem e recuperada a policromia original, fazem a união perfeita deste conjunto, cujo cariz popular o torna quase único nesta região. A intervenção neste espaço passou ainda pela valorização do elemento que lhe deu origem: o “padrão” – elemento original em torno do qual cresceu a devoção e gerou a transformação e ampliação deste local de culto. Escondido pelo retábulo-mor até então, foi trasladado para a lateral direita da nave, onde se criou uma caixa em negativo que permite que se observe a totalidade do elemento, junto à qual se criou uma sinalética que conta a sua história, para que o elemento seja entendido e usufruído por todos.

Veja outros trabalhos da Dalmática aqui:

Siga-nos através das redes sociais. Temos muitas histórias para partilhar consigo!